Eduardo Galeano

galeano“A utopia está lá no horizonte. Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar.”

“Somos o que fazemos, mas somos, principalmente, o que fazemos para mudar o que somos.”

“O corpo não é uma máquina como nos diz a ciência. Nem uma culpa como nos fez crer a religião. O corpo é uma festa.”

Em 13 de abril de 2015, perdemos este talento inigualável. A América Latina ficou menos lúcida.

galeano_1  galeano_2  galeano_3  galeano_4