1° dia do FISL15

fils15Fui o 1° na fila de credenciamento para evitar qualquer atraso. Este ano constatei menos espaços para palestras. Na feira fotografei o governador Tarso Genro a 2 metros. Como sempre a feira é bem movimentada, vou esperar os próximos dias para ver se esquenta mais.

Palestras assistidas:

1) Infraestrutura livre: Redes de Data Centers Compartilhadas: Palestra muito interessante discorrendo sobre a IF (Internet do Futuro). A infraestrutura da internet completou este anos 25 anos e o velho protocolo IP não atende mais as demandas. O novo protocolo deverá ser o OpenFlow. A nuvem veio para ficar cujo protocolo deve ser o OpenStack. Assim como existe software como serviço e plataforma como serviço vamos evoluir para redes como serviço;

2) Empoderando o usuário com software livre: Experiência no Banco do Brasil que visa descentralizar certo desenvolvimento para o usuário;

3) Radicais livres, quem são: Discussão sobre o radicalismo no ambiente do software livre questionando qual é a verdadeira liberdade de escolha quando você é pressionado a não usar nenhum software proprietário;

4) Explorando as API´s do Html5: Esperava muito mais desta palestra que poderia ter explorado mais as diferenças de suporte às API´S do Html5;

5) LibreOffice:  Muito boa palestra explicando como se dá o desenvolvimento deste enorme software com compartilhamento de desenvolvimento em várias equipes e níveis de colaboradores. Perguntei se havia compatibilidade dos arquivos do LibreOffice com Office da Microsoft e a resposta em resumo foi que a Microsoft cria versões dificultando ao máximo qualquer interoperabilidade. Perguntei também por que instituições públicas não eram obrigadas a utilizar ao menos internamente o LibreOffice e se existem iniciativas nesse sentido, a resposta foi que existem iniciativas porém não há interesse;

6) Bitcoin – o futuro do dinheiro é open-source ?: A palestra foi um bom esclarecimento sobre o Bitcoin. A geração da moeda eletrônica está limitada a 21 milhões e me chamou a atenção que quem tiver 51% da moeda tem poder de regular seu valor. Além disso o valor do Bitcoin é regulado pela oferta e procura. Não sei se um dia nosso dinheiro em papel será substituido por uma moeda eletrônica, com os parâmetros do Bitcoin acho arriscado.

Entrei na palestra sobre o Python pois o Vindula é desenvolvido nesta linguagem porém desisti pois era muito código pra minha cabeça. Perdi a palestra sobre IPV4 X IPV6.

Esta entrada foi publicada em Fisl. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *